efb4bb41-519b-4a39-9df7-531b6cfb59df

Tudo começou com Percy Jackson. É, o Logan Lerman filho do deus do mar. Na verdade, o filme deveria ser uma obra a parte, com nome diferente, pois o enredo é apenas baseado de longe na saga. Mas vamos lá…

No universo de Riordan, Percy é o centro da primeira saga. Filho de um deus poderoso, vai descobrindo seus poderes e ao mesmo tempo ajudando e salvando a todos ao seu redor (inclusive nosso mundo várias vezes). O legal é que não ele não é perfeito. Tem julgamentos errados e paga o preço por eles.

Assim como perde amigos que têm qualidades próximas. Annabeth Chase é a Hermione dele. Cérebro do grupo, filha de Atena, esperta e inteligente. Guarde esse nome, pois mais adiante vamos voltar a ela. Só essa primeira saga (Percy Jackson e os Olimpianos) já é suficiente para encantar e despertar a ansiedade de milhares de leitores. Mas isso não basta.

84f25ff9-1b9a-41c7-8cf9-41252862134f
Além da mitologia grega usada nesses livros, a continuação vem de uma outra leva de semideuses. Romanos dessa vez. A conexão entre eles é incrível e contagiante. Como não rir de Leo Valdez? Ou não querer ajudar Hazel Levesque a se adaptar no nosso mundo? Será que existiu alguém que não torceu pra Piper e Jason ficarem juntos? Frank Zhang nos fez amar os grandalhões fofinhos.

Mas ei, calma aí. Rick Riordan não escreveu só sobre as mitologias mais famosinhas. Os Kane estão lá no Egito lidando com seus deuses também. E claro, que tem alguns gregos ali de cima pra ajudar.

Então temos, mitologia grega, romana e egípcia. Vamos pra nórdica? Claro que sim!!! E aqui um nome resume tudo: Magnus Chase. Pra quem não leu, um mini spoiler: ele é primo da Annabeth (lembra dela lá do Percy??). Mas relaxa, você vai saber disso logo no comecinho do livro! E vou te falar: é incrível. Tem o Thor, Odin e Loki. Bom, não como nos filmes da Marvel, mas tem e são ótimos.

4509962a-4ed0-455c-94d2-4c05827b416a
Não bastando todos esses, a nova saga é sobre o deus Apolo. E advinha? O Percy volta! É impressionante como Rick Riordan criou um universo interligando tantas mitologias. Seus livros prendem o leitor do começo ao fim. Não é a toa que entrou pro hall de grandes escritores como J.K. Rowling e George R.R. Martin. E quem conhece esses dois, sabe o tamanho desse elogio.