Eu poderia estar falando de Uncharted, Dark Souls, Fallout, ou qualquer outro game AAA recente…mas venho aqui humildemente falar desse joguinho que nos proporciona horas e horas de raiva e diversão! Ele é Rogue Legacy

Lançado em 2013 o jogo da produtora independente Cellar Door Games traz uma atmosfera muito familiar aos jogadores mais veteranos, um clássico game de plataforma com um gráfico estilo pixel art de 32-bits, lembrando muito Castlevania/Metroid (Metroidvania), porém dentro do sub gênero Rogue-lite.

O gênero Rogue-lite tem como base 2 princípios, a geração processual dos mapas e as mortes permanentes, e essas são as principais mecânicas de Rogue Legacy. A proposta do game é simples, entrar no castelo e derrotar todos os chefes (como um Castlevania da vida), porém cada vez que você inicia o jogo um novo mapa é gerado aleatoriamente, e cada vez que você morre o jogo se reinicia, criando assim um loop infinito.

Um visual que mistura Ghosts'n Goblins com Castlevania

Um visual que mistura Ghosts’n Goblins com Castlevania

A cada morte o ouro coletado pode ser usado para evoluir sua “arvore de habilidades” (que nesse caso é um castelo de habilidades), e seu próximo personagem é um descendente do personagem anterior, mantendo assim o “Legado” da família. O mais interessante é que cada personagem tem vantagens e desvantagens, como ter ossos fortes e resistir a mais danos e ter vertigem, fazendo com que tenha que jogar de cabeça para baixo. Além disso essas características podem ser passada de geração para geração, se você escolhe um personagem com determinada característica é mais provável que a próxima geração tenha o mesmo traço.

Não inverti a imagem, se você tiver vertigem é assim que a tela fica!

Não inverti a imagem, se você tiver vertigem é assim que a tela fica!

Outro ponto forte do game é a dificuldade, o mapa, os inimigos, os chefes são todos muito desafiadores, e suas características genéticas tem impacto imediato no gameplay, as vezes você pega um personagem só para morrer porque nenhum da geração é eficiente contra um determinado chefe. O ouro é um recurso crucial pois além de upar suas habilidades oferece outras vantagens como encantar armas e armaduras e travar o mapa para não resetar quando você entrar, e ainda assim ele é zerado sempre que você entra no castelo.

Quero ver passar sem tomar dano!

Quero ver passar sem tomar dano!

Com um nome sugestivo, a obra traz o legado não só dos jogos de plataforma de 8, 16 e 32 bits, como dos games Roguelike baseados em Dungeons & Dragons que iniciou lá em 1980. Rogue Legacy é sem dúvida um jogo épico, desafiador, e extremamente viciante e divertido. Os mapas aleatórios e o esquema de traços genéticos mantém o jogo dinâmico mesmo para os jogadores que tem muitas horas de gameplay.

Rogue Legacy foi lançado para PC/Mac, PS3, PS4, PS Vita e Xbox One

About The Author

Gerente de Conteúdo, Podcaster e tudo mais de função que sobrar! Curte ficar jogando pelas madrugadas com uma boa cerveja e uma xícara de café enquanto atrasa a edição do Resetcast!