Talvez você seja fã do livro O Hobbit, mas a adaptação da história nas telonas não tenha agradado muito. Ou talvez você tenha curtido os três filmes pra caramba. Se você é um desses dois, prepare-se para recomeçar a viagem na graphic novel  adaptada por Charles Dixon e ilustrada por David Wenzel.

08Publicada pela bendita WMF Martins Fontes em 2012, o livro se trata de uma adaptação fidedigna às páginas originais (sem Tauriel e outras invenções), só que em forma de ilustração. Um trabalho perfeccionista, incrivelmente preocupado com a essência da história, detalhado em cenas e, praticamente, escrito por Tolkien (poupando você das descrições aprofundadas).

Para quem acha interessante identificar os pontos do roteiro onde foram necessárias intervenções para o cinema, o livro é uma boa dica, já que você consegue a ilustração através de tirinhas.

06Vale apenas destacar a riqueza de detalhes nos momentos em que o Smaug e Gollum roubam as cenas. A sensação de movimento que Wenzel acrescenta nos momentos mais conflituosos da jornada dos anões é incrível. Amei, em particular, a coloração das águas nos rios e os traços de chuva.

Se você quiser encontrar essa belezura, encontrei links na Saraiva  e nas Casas Bahia (sério, e em super promoção! Confira abaixo a resenha oficial e mais fotos:

“O Hobbit” é um dos livros mais importantes de J. R. R. Tolkien, prelúdio a O Senhor dos Anéis. Conta a história de Bilbo Bolseiro, um Hobbit pacato e satisfeito cuja vida vira de cabeça para baixo quando ele se junta ao mago Gandalf e a treze anões em sua jornada para reaver um tesouro roubado.
Esta versão em quadrinhos, cuidadosamente condensada por Charles Dixon e ilustrada por David Wenzel, tornou-se por si só um best-seller clássico.

 01 02 03 04 05 07 10

About The Author

Stefano Sant' Anna

Jornalista, Designer Gráfico e autor do livro “Inverno Negro” que será lançado pela Editora Empíreo em 2015.