“…Embora acreditassem que essa guerra duraria pela eternidade, ela chegou ao fim. O céu, o mar, a terra e ate as estrelas se cansaram. Estavam exaustos de tanta guerra. E então eles não permitiriam que a guerra continuasse. Assim, nesse momento, o deus que mais tinha poupado suas energias tomou posse do trono. Ele não participou da guerra ate o ultimo instante. Um observador, que conseguiu achar uma brecha. O único deus soberano olhou a situação do planeta. E então, ele dirigiu a palavra à todos os seres vivos:

– Vocês que se esforçaram usando força, violência, técnica e desespero, chegando a construir uma torre de corpos, provem que são dignos de se chamarem seres racionais. Qual a diferença entre vocês e um bando de feras desprovidas da capacidade de pensar?”

                                                                 – No Game No Life ,vol 1. Kamiya, Yuu. Editora Newpop

3nogifekeyimageid

No Game No Life, ou em tradução literal, “sem jogo sem vida”, é uma Light Novel (termo designado para romances feitos para um público jovem ou adulto com algumas páginas de ilustrações ao estilo anime/mangá, em síntese, um livro de fantasia com a presença de algumas ilustrações em acordo a leitura.) escrita por um BRASILEIRO, sim, BRA-SI-LEI-RO, Yuu Kamiya. A estória  conta sobre dois irmãos, um menino e uma menina, respectivamente, Sora e Shiro, que separados tem uma série de problemas emocionais, porém, juntos, representam o maior jogador de todos o tempos, ranking número 1  em mais de 280 jogos online, cujo nome está sempre em branco, uma lacuna [   ].Regado com um toque de comédia (principalmente brincadeiras relativas a virgindade do irmão)e o velho jeito BRHU3 de ser, a obra ganha proporções épicas quando certo dia, o Deus de um mundo onde toda e qualquer violência foi proibida, e tudo agora é resolvido por meio de jogos, e quando digo tudo é TUDO mesmo. ( vida das pessoas, limites territoriais, reis do país…) reconhece a habilidade de ambos os irmãos sobe a acunha de “[   ]”, e os “convida” para renascerem em seu mundo,  o Disboard.

Tendo uma narrativa mista e rápida, tornando a leitura muitas vezes confusa em uma primeira experiência, No Game No life nós envolve nesse mundo dos jogos, e suas mecânicas, tanto estratégicas quanto psicológicas, tudo isso sendo sustentado por 10 mandamentos absolutos que tornam o ritmo das coisas ainda mais interessante.

NGNL_manga-livro

A respeito da publicação japonesa, ela é feita pela Media Factory, tendo atualmente no Japão 7 volumes, no Brasil a obra caiu em mãos da editora Newpop, tendo em vista que serão lançadas pelo menos 6 volumes em solo “tupi guarani”, a revisão do vol.1 foi um pouco falha e em certos momentos apressada, comendo algumas letras, porém, nada que um fã da série não perdoe. O mercado de Light Novels Brasileiro ainda é muito novo e carente, o que torna o fato perdoável, porém não aceitável em futuras publicações, tanto dessa, quanto outras séries.

shiro-sora-no-game-no-life-1920x1080

No Game No Life conta com 3 vertentes, um mangá, atualmente em hiato devido ao sucesso do livro, uma temporada de anime (tendo uma segunda sendo prevista) e sua série Novel (tendo lançamento em português do Vol.3 para esse mês de Agosto), meu conselho é, antes de “entrar de cabeça” no mundo desses NEETS e hikikomoris Sora e Shiro, recomendo ver alguns episódios da versão Anime da série( são 12 no total e representam os volumes 1 à 3 da light novel) produzido pelo respeitado estúdio MADHOUSE ( mesmo de BTOOOM!, Hunter X Hunter, Death Parade,Overlord,Trigun,Death Note…)o Anime tem qualidade incrível e representa muito bem o que o  livro quer mostrar, tanto em cores quanto enredo.

Por: Victor Gomes

About The Author

Usuário aficionado de café; Fã de filme de herói; Novato nos mundos de HQ; Fotógrafo e Cozinheiro por acidente