Crítica – Vingadores Era de Ultron

 

Depois de dois anos, dois longos anos os maiores heróis da Terra retornam e seus fãs(e posers) com as expectativas em níveis cósmicos. Nós do Resetando, fomos na pré – estreia  e essa é a “visão” de um dos integrantes do time e perdoem o dito cujo, pelas piadas ridículas que poderão ocorrer durante essa crítica. Então, carregue o martelo se for digno, não escute a canção de ninar e vamos para a crítica.

Já chego falando que estava muito, mas muito ansioso para o filme, mas sabia que não iria sentir a mesma euforia do primeiro, afinal de contas o primeiro filme , é o fim de algo que jamais tinha acontecido e toda aquele papo sentimental, então quem vai assistir ao filme você irá sentir alguma coisa, menos a sensação do primeiro filme.

Era de Ultron é o final da fase dois do universo Marvel nos cinema, ele consegue ser um história fechadinha, mas você terá uma sensação de: “- Essa bagaça ainda não tá certa.” E é essa a verdade, a final de contas é o começo de algo maior, maior que um robô sem cordas.

Como ficou claro no primeiro filme, a equipe “Vingadores” é formada pelos seres mais poderes da Terra e que só juntos poderão enfrentar uma grande ameaça, seja lá qual for, é mais ou menos isso que vemos nos primeiros minutos do filme, mas esses minutos servem para notarmos o que mudou desde o último encontro do grupo. Vemos uns mais afinados com outros, aquele que se respeitam, os que se toleram e não poderia faltar, o possui segredos. Temos a parceira em prol da ciência de Bruce e Tony, o respeito e sincronismo de Thor e Capitão. Tendo espaço também para uma relação entre Viúva Negra e Bruce, Natasha que nesse filme, vai tento a sua casca quebrada, passamos a compreender mais quem é a garota que se tornou a espiã, assassina, russa e linda do universo Marvel( e acho que única).

Coloquei esse poster, por que ele está muito lindo

Coloquei esse poster, por que ele está muito lindo

Se no primeiro filme, Jeremy Renner ( AKA Clint Barton) reclamou por ter aparecido pouco para as câmeras, somos surpreendidos pela importância dele na história, ganhou um lado mais pessoal (no estilo Gavião do universo Ultimate) e moral, já que alguns momentos ele age como orientador dos Gêmeos. E já que deixa foi largada, os novos personagens me passaram uma boa impressão, Wanda tem o seu lugar de destaque, servindo como um aviso: Sou poderosa e descontrolada como nas HQs, cuidado, Vingadores A queda pode rolar a qualquer momento. Seria um bom filme né? Custa nada sonhar. Já seu irmão, Pietro Maximoff , melhor que o dos X-men, entre os dois é o que parece mais agir como um herói ( quando ele tem que agir) inspirando sua irmã a tomar decisões e por ter nascido 12 minutos mais rápido. A motivação de ambos é algo interessante, porém triste.

Scarlet-Witch-Age-of-Ultron

 

Quicksilver-Age-of-Ultron

E como ficou claro, a criação de Ultron é obra de Tony, de maneira Tony Stark de ser, fazendo as coisas sem perguntar para o resto de sua EQUIPE quão legal isso seria. E ela também está atrelada as joias do Infinito, fator crucial para que o vilão tenha o “estilo próprio” que vemos, a personalidade de Ultron é algo diferente no filme, existe uma bagunça em seu mente, fazendo com que em algumas ocasiões ele se comporte como um adolescente mimado, é verdade, humanizaram um dos maiores vilões dos Vingadores, o que não foi algo ruim.

Ultron-fist-Age-of-Ultron

Não quero falar muito do Visão aqui, a presença dele no filme valeu o ingresso em minha opinião. Achei meio zoado( positivamente) a forma que ele ganhou o nome e principalmente a capa, a cena da capa me ganhou, só fica de lado para a cena do Mjolnir. Paul Bettany não decepcionou, interpretando um robô que nasceu ontem com uma missão gigantesca nas costas.

Quase três horas de filme, gente a perder de vista em cena, mas Joss Whedon, mostra  saber lhe dar com isso, e consegue sincronizar, casar TODOS os vingadores em uma cena, embora sendo um filme longo( algo que você não nota) você sente um desejo por algo a mais, que por detalhes você consegue perceber que ficou de fora e você realmente percebe. Os atores e o diretor, declararam que esse filme seria mais sombrio, há quem concorde, não notei essa escuridão, consegui perceber um equilíbrio na dinâmica, temos passagens mais séries, até as piadas do filme, carregam esse tom sério.

 

avengers-ultron-202-600x250

Vingadores Era de Ultron é um belo, ótimo filme de ação, Whedon fez um ótimo trabalho, simplesmente pegou o que tinha dado certo no primeiro e tornou melhor. Ficamos curiosos para saber o futuro dos Novos Vingadores, se eles irão se comportar( dava muito bem para encaixar o Homem Aranha )  e ficamos curiosos para saber o caminho que tomaram alguns antigos vingadores. E como deixei claro lá m cima se você faz parte deste universo da Marvel, vai sentir que está faltando algo, mesmo depois de vermos algo tão grandioso quanto a batalha de NY, você irá sentir que a história não foi concluída e não está  realmente.

Digo a vocês que foi umas das melhores coisas que vi em anos, relacionado a HQs e o legal é que no final, você aprende um lição: Se você quer algo bem feito, faça você mesmo.

 

E aí reseters?  Digam o que acharam do filme! Então já sabem não é? Comente e compartilhe, até a próxima!

 

About The Author

Erivan Oliveira

Seguidor do Ubuntu, leitor de Hqs, sai durante a noite vestindo uma capa para bater em bandido.