Resident Evil 6: O Capítulo Final

“Resident Evil 6: O capítulo Final” chega aos cinemas como um dos melhores filmes da franquia, que após 15 anos não perdeu em nada seu charme. Misturando ótimas cenas de ação, com bons momentos de sustos.

“Alice (Milla Jovovich) é a única sobrevivente do que era para ter sido a última chance da humanidade de lutar contra os mortos-vivos. Agora, ela precisa retornar para o lugar onde esse pesadelo começou – a Colmeia, em Raccoon City, onde a Umbrella Corp está unindo forças para uma última batalha contra os sobreviventes do apocalipse.

De volta para Raccoon City

O que era pra ser apenas um filme inspirado em um jogo de vídeo game, se tornou em uma das maiores e mais rentáveis franquias da história do cinema, Resident Evil 6 – O Capítulo Final, apresenta muito mais do que um final épico repleto de explosões.

Com um ritmo frenético, todas as cenas são carregadas de zumbis, explosões, monstros, tiroteios e lutas, tornando quase impossível respirar entre uma sequência e outra, o filme chega as telonas envolto de muita expectativa além de se tratar do ultimo capítulo de Resident Evil, o jogo homônimo acaba de chegar a sua 7ª edição retornando as origens com muito terror e suspense.

A Película traz a protagonista Alice (Milla Jovovich) retornando para Raccoon City, local onde tudo começou e onde a Umbrella Corp guarda a vacina para o T-Vírus e as respostas para fechar o ciclo desta aventura.

Ao mesmo tempo em que precisa unir forças com um grupo de sobreviventes para uma última batalha contra os zumbis e a organização que trouxe o apocalipse ao mundo.

Filme “Pipocão” que você considera pacas

No filme muitas das duvidas que permearam a mente dos fãs foram esclarecidas, o que foi feito de uma forma genial e que fará com que alguns imaginem se a vida imita a arte ou a arte imita a vida?

Fato é que isso tira o gosto ruim da saga dos clones nos filmes anteriores da franquia, para alegria de muitos, a dupla Milla e o seu marido Paul W. S. Anderson que dirige os filmes desde o primeiro capítulo continuam com uma boa química trazendo bons momentos para as telas.

O entrosamento dos dois, resulta em momentos eletrizantes durante todo o filme. Todos os elementos já conhecidos de outros filmes ação: cenas tensos, plot twists e leis da física quebradas, são elevados ao máximo. Tornando a experiência em algo bastante divertido ou como algumas pessoas costumam dizer, é um belo filme, “pipocão”.

Considerações Finais

O que pode causar desconforto durante o filme, são cenas muito escuras, erros gritantes de continuação, personagens não construídos e que servem apenas para serem descartados quando conveniente e o esquecimento de personagens sobreviventes de outros filmes.

Ainda sim, “Resident Evil 6: O Capítulo Final” se revela como um dos melhores filmes da franquia, se não o melhor. Pois além de servir o público com ótimas coreografias de luta, rende bons sustos para aqueles mais desavisados e também se compromete em amarrar todos os fios deixados ao longo dos filmes anteriores.

Sem dúvida essa franquia que fez o dever de casa e se despede com chave de ouro.

Um ponto a se tratar é que, se hoje no cinema, temos várias heroínas como Katniss Everdeen, Beatrice Prior e outras, devemos um pouquinho à Alice, que numa década onde não se via heroínas salvando o mundo, ela sempre esteve pronta para chutar o traseiro de vários Zumbis.

Só mais uma coisa, Albert Wesker , você está Demitido.