Você é do tipo de pessoa que ama um filme cheio de efeitos especiais, explosões, destruições, ao estilo Michael Bay e não liga nem um tantinho para o enredo do filme? Se sim, Indepence Day: Resurgence é filme certo para você.

ID4RHEADER

O que foi o melhor filme de invasão alienígena no passado, retorna para decepcionar os fãs, ainda que contando com nomes ja bem conhecidos do cinema, tais como William Fichtner, Jeff Goldblum e Brent Spiner, e também traz carne nova, dando espaço a atores como Liam Hemsworth e Jessie Usher; o filme aposta numa fórmula antiga com uma roupa nova, efeitos lindos, destruições em todo o planeta e muita falta de criatividade.

O filme traz visivelmente a mudança de 20 anos. Relacionada ao governo, a diferença dos presidentes em cada filme é notória, no primeiro, existe a esperança de que não haverá ataques, já no segundo a “presidenta” libera o ataque antes de qualquer coisa. Porém o filme não foca nessa parte política, ainda bem. Como foi dito, o filme traz heróis do primeiro filme, heróis velhos, sem força ou vigor para lutar, em contrapartida a isso, são inseridos tentativas de protagonistas com a força e vigor que faltavam nos outros, mas sem um pingo de carisma para o público sequer gostar deles. Ou seja, vamos colocar o filme sustentado por dois pilares feitos de galhos secos, resultado? O Ressurgimento.

Jeff-Goldblum-and-Liam-Hemsworth-in-Independence-Day-Resurgence

A sequência ainda apresenta várias piadinhas fora de hora, e situações que servem como referências ao primeiro filme tentando ser reproduzidas, tal como o discurso do presidente. Além disso, a falta de importância das batalhas é visível, humanos têm e conhecem as armas alienígenas, acabando com aquele “como que a gente destrói essa bagaça?” nada marcante acontece, a batalha é destruição e explosões, só.

id4-gallery2

Perdendo de lavada para quase todos os filmes do gênero, Independence Day: O Ressurgimento, traz senhores de idade para uma guerra, e uma falha tentativa de substituição com uma galera que não cativa o público. Sem cenas marcantes, o filme aparenta ter sido “feito nas coxas” , a falta de inspiração e criatividade deveriam estar na sinopse do filme.

About The Author

Usuário aficionado de café; Fã de filme de herói; Novato nos mundos de HQ; Fotógrafo e Cozinheiro por acidente