Baseado na Graphic Novel Atômica: A Cidade Mais Fria e escrita por Antony Johnston e ilustrada por Sam Hart, que está sendo publicada no Brasil pela DarkSide Books, somos apresentados ao perigoso e delicioso mundo da espionagem da década de 80, o muro que antes dividia a Alemanha está prestes a cair, e levará consigo a União Soviética e a impenetrável Cortina de Ferro.

 A Guerra Fria parece chegar ao fim, mas o assassinato de um agente secreto inglês do MI6 que trazia consigo uma lista com os nomes de todos os espiões que atuam em Berlim deixa bem claro que os dois lados ainda têm muito a esconder nesse jogo de espiões e talvez você não seja tão bom nesse negócio de espionagem como acha que é.

 

Em quem você confia?

Lorraine Broughton (Charlize Theron), uma agente disfarçada do MI6, é enviada para Berlim durante a Guerra Fria para investigar o assassinato de um espião britânico e recuperar a lista perdida de agentes duplos, tendo como apoio o agente David Percival (James McAvoy), chefe de operações da localidade e que se deixou levar um pouco pela selvageria da terra de ninguém, a brutal espiã inglesa terá de usar todas as suas habilidades nesse confronto de espiões para se manter viva e cumprir com sua missão a tempo.

 

Eu não confio em você

Mesmo sendo baseada na Graphic Novel o filme “Atômica” tem seu próprio ritmo, cheio de sensualidade, brutalidade e sexo. Com uma narrativa não linear é necessário que se preste atenção a cada detalhe nesse jogo de espiões, a vencedora do Oscar Charlize Theron que dá vida a agente Broughton, o faz de forma magistral e coloca todo seu físico a prova, nas acrobacias e lutas corpo a corpo, como resultado temos cenas brutais, as quais chegamos a sentir a fadiga dos personagens o que torna o filme um sucesso para aqueles mais saudosistas pois nessa obra a inteligência pessoal e força individual é um diferencial para se manter vivo.

Quem mais divide a tela com a agente Broughton é o outro agente de inteligência do MI6 Percival e podemos ver mais uma vez o por quê o ator James McAvoy é escolhido para papéis onde sua interpretação singular é um elemento diferenciativo da personalidade do personagem.

 

Não confie em ninguém

Mas nem tudo são flores em Atômica, ou como poderíamos dizer Vodka com gelo, a trilha sonora por mais que empolgue é baixa, quase inaudível em alguns momentos, a paleta de cores por mais que seja maravilhosa em quadrinhos na película ficou um pouco desgastada, porém nenhum desses fatores é crucial para desmerecer a obra.

É um filme com uma protagonista forte, inteligente e muito boa naquilo que faz, mas não se pode piscar o olho na trama pois se fizer, será necessário assistir várias e várias vezes para se entender quem é quem realmente, nesse jogo de espiões.

About The Author