Crítica | Armas na mesa

“Fazer lobby é questão de previsão. De antever os movimentos do oponente. E elaborar contramedidas. O vencedor fica um passo à frente do oponente. É uma questão de surpreendê-los e não se deixar surpreender.” ... Leia Mais